MAXTRAVEL 2020 - FUNDOS 01.png
MACEIO 01.jpeg

PONTOS TURÍSTICOS

História, cultura e muito lazer fazem de Maceió uma cidade repleta de programas dia e noite. Nas praias, as formações de recifes formam piscinas naturais de águas cristalinas tomadas por peixinhos, como as de Pajuçara e de Paripueira. E tem ainda a lagoa de Mundaú que, desbravada a bordo de saveiros, descortina as atividades das populações ribeirinhas e toda a riqueza da flora e da fauna da região.
Já os bairros históricos, como o Jaraguá, abrigam importantes espaços culturais. Nos arredores da capital, os cenários selvagens e desertos da Costa dos Corais incentivam a esticar o tour pelo litoral Norte, incluindo a animada Maragogi. Ao Sul, imperdível é apreciar o encontro do Rio São Francisco com o mar, seguido por uma visita à pitoresca cidade de Penedo.

PISCINAS NATURAIS DE PAJUÇARA

O passeio às piscinas de Pajuçara é feito através de rústicas jangadas, que levam dez minutos para atravessar os dois quilômetros entre a praia e os recifes. Formados apenas na maré baixa, os aquários naturais impressionam pelas águas claras repletas de peixes coloridos e pela estrutura das jangadas-restaurantes, que oferecem lagostas, camarões, peixes e caipirinhas de frutas típicas.

TOUR HISTÓRICO PELO CENTRO E JARAGUÁ

Para apreciar os variados estilos arquitetônicos que marcaram os monumentos de Maceió e também conhecer um pouco mais da cultura local, vale visitar a região central da cidade. Por lá estão a Catedral Metropolitana e a Igreja de Bom Jesus dos Martírios, com estilos ecléticos; além dos museus Pierre Chalita, de arte sacra, e Théo Brandão, com obras populares.

DUNAS DE MARAPÉ

A 65 km de Maceió e a 35 km de Barra de São Miguel, Dunas de Marapé fica em Jequiá da Praia. O acesso é através de travessia de barco e o local reúne um centro de lazer com estrutura de praia e restaurante, bastante movimentados. Na praia, de areia fofa, recifes e muito verde, uma das atrações é o encontro com o rio, de águas transparentes. Há passeios a cavalo, de barco e de bugue – o último leva ao alto das falésias, onde ficam as areias coloridas.

 

PASSEIO PELA LAGOA MUNDAÚ

Com 600 quilômetros quadrados de superfície, a Lagoa Mundaú representa um dos maiores ecossistemas do Estado, além de importantes aspectos históricos, culturais, sociais e econômicos. Feito a bordo de saveiros, o passeio dura cerca de quatro horas. No cenário, nove ilhas onde vivem pescadores e rendeiras, vegetação de restinga e manguezais, peixes e crustáceos diversos, além de praias isoladas. As embarcações partem do bairro do Pontal da Barra, onde vivem as mais famosas rendeiras de Maceió.

PISCINAS NATURAIS DE PARIQUEIRA

s piscinas de Paripueira, a 2,5 quilômetros da costa, são menos concorridas que as de Pajuçara, garantindo águas ainda mais claras e maior quantidade de peixes. O passeio é feito em lanchas, dura cerca de duas horas e inclui snorkel. A praia fica a 33 quilômetros do Centro de Maceió.

As praias de Maceió – sejam urbanas, do litoral Norte ou do litoral Sul - têm as mesmas características: águas mornas, coqueirais e piscinas naturais. As diferenças ficam por conta dos diversos tons de verde e de azul e pelas ondas – fortes ou inexistentes.
Na Orla Central - formada pelo trio Pajuçara, Ponta Verde e Jatiúca, além da mais afastada Cruz das Almas -, as atrações incluem barracas animadas, calçadão, ciclovia e, no caso de Pajuçara, um passeio de jangada até à barreira de recifes, repleta de peixes coloridos e sanfoneiros!

PAJUÇARA

Uma das mais famosas praias de Maceió, Pajuçara é bastante movimentada e procurada por famílias com crianças e mergulhadores em função de suas águas protegidas. É de lá que partem as rústicas jangadas que levam às piscinas naturais, a dois quilômetros da costa. Entre as atrações, além dos peixes, sanfoneiros e cantadores que promovem um animado forró em meio aos corais. 

PONTA VERDE

Considerada uma das melhores praias urbanas da cidade, Ponta Verde tem águas claras e muito calmas, boas para esportes como SUP, caiaque e windsurf. Coqueirais, barracas - destaque para as charmosas Lopana e Kanoa - e calçadão atraem também aqueles que querem apenas curtir o alto-astral da badalada orla.

Uma das atrações é o passeio em caiaques transparentes rumo às piscinas naturais, permitindo apreciar os corais ao longo da remada. O tour acontece somente na maré baixa e dura 1h30, com direito a parada para banho, mergulho e fotos.

PRAIA DO GUNGA

De um lado, um extenso pontal de areia branca às margens da Lagoa do Roteiro, com águas calminhas. Do outro, uma sequencia de coqueirais a perder de vista, mar aberto e falésias coloridas apreciadas em passeios de bugue. O "conjunto da obra" faz da praia do Gunga um dos cartões-postais de Alagoas. Além da paisagem perfeita, oferece piscinas naturais, estrutura de lazer (aluguel de equipamentos náuticos), bares, restaurantes e lojas de artesanato. Um mirante, na entrada que dá acesso à praia, descortina vista panorâmica da região.

PRAIA DO GUNGA

Uma das praias mais conhecidas de Alagoas, a praia do Francês fica a apenas 20 quilômetros de Maceió, no município de Marechal Deodoro. O tom das águas - que vai do verde claro ao azul intenso - é tão variado quanto seu público. 

No canto esquerdo, protegido por recifes que formam piscinas naturais, a frequência é de famílias com crianças e da turma do burburinho, que lá encontram gigantescas e animadas barracas especializadas em frutos do mar. 

E ainda tem passeios de barco com fundo de vidro ou de jangada até os recifes; aluguel de caiaques, de pranchas de stand up paddle e de equipamentos para snorkeling. 

Também os adeptos do jet-ski e dos esportes à vela aproveitam as águas calmas para praticar as atividades. Prepara-se, porém, para o assédio dos muitos ambulantes, em especial na alta temporada.


 

MACEIÓ

Nenhum dos 40 quilômetros de praias de Maceió consegue desapontar o visitante. São águas transparentes, com nuances que vão do verde clarinho ao azul turquesa, piscinas naturais, areias douradas e imensas manchas verdes, formadas ora por coqueirais, ora por fazendas de cana-de-açúcar. Os litorais Norte e Sul, repletos de cenários encantadores, garantem aos turistas passeios variados a uma pequena distância dos principais hotéis.

O grande barato da capital alagoana é que as praias urbanas são tão bonitas quanto as mais afastadas.

Longe da orla ficam as atrações culturais, espalhadas pelo Centro de Maceió. São igrejas em estilos arquitetônicos variados - do barroco ao gótico - e espaços que guardam a rica arte popular do Nordeste. Também no bairro histórico do Jaraguá, antiga zona boêmia, estão construções do século 19, além de antigos casarões e armazéns.

Nos arredores de Maceió, rusticidade é a palavra-chave, em especial na Costa dos Corais, ao Norte. As praias espetacularmente desertas e acessíveis pela estrada emoldurada por coqueirais - caso de São Miguel dos Milagres - ficam em simples vilarejos que abrigam charmosas pousadas. No sentido oposto, o destino é Barra de São Miguel ou Penedo, uma bucólica cidade histórica às margens do Rio São Francisco. Dali é fácil partir para a foz do Velho Chico e apreciar o encontro de suas águas com o mar, rodeado por imensas dunas douradas.

press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
1/1
shutterstock_795649972-e1550390882768.jp
GASTRONOMIA 2020.png

GASTRONOMIA

Os bairros de Jatiúca (em especial, a rua Dr. Antônio Gomes de Barros) e Ponta Verde reúnem boa parte dos tradicionais restaurantes de Maceió. Nas mesas, um verdadeiro banquete à base de frutos do mar, dos rios e das lagoas da região, sempre regados a leite de coco fresquinho - ou ainda a ingredientes de origem indígena, africana, francesa, italiana e até peruana. Os espaços mais moderninhos ocupam as ruas do barirro Stella Maris.

 

Duas delícias típicas não podem ficar de fora do tour gastronômico por Maceió: tapioca e sururu. Degustadas no finalzinho da orla de Jatiúca e preparadas na hora em barracas montadas na calçada, as tapiocas são imensas e oferecem mais de 30 sabores. Já o sururu, um molusco abundante nas lagoas da região, é servido nas casas de pescados em forma de caldinho ou cozido com temperos.

 
  • ICON 5
  • ICON 4
  • ICON 2
  • ICON 3
ThinkstockPhotos-179602867.jpg

FILME

Disponível em nosso

canal do youtube

FILME 2020.png
INFORMAÇÕES 2020.png

INFORMAÇÕES

História, cultura e muito lazer fazem de Maceió uma cidade repleta de programas dia e noite. Nas praias, as formações de recifes formam piscinas naturais de águas cristalinas tomadas por peixinhos, como as de Pajuçara e de Paripueira. E tem ainda a lagoa de Mundaú que, desbravada a bordo de saveiros, descortina as atividades das populações ribeirinhas e toda a riqueza da flora e da fauna da região.

Já os bairros históricos, como o Jaraguá, abrigam importantes espaços culturais. Nos arredores da capital, os cenários selvagens e desertos da Costa dos Corais incentivam a esticar o tour pelo litoral Norte, incluindo a animada Maragogi. Ao Sul, imperdível é apreciar o encontro do Rio São Francisco com o mar, seguido por uma visita à pitoresca cidade de Penedo.