MAXTRAVEL 2020 - FUNDOS 01.png
PORTO SEGURO 05.jpg

PONTOS TURÍSTICOS

CIDADE HISTÓRICA

O primeiro núcleo habitacional do Brasil fica em Porto Seguro e se concentra na área também denominada Centro Histórico. Instalado no topo de uma falésia debruçada sobre a orla, o espaço abriga imponentes prédios - destaques para o Marco do Descobrimento, trazido de Portugal por Gonçalo Coelho em 1503; a Igreja de Nossa Senhora da Pena (padroeira da cidade) com torre em louça de Macau; e a Casa de Câmara e Cadeia, que abriga o Museu de Porto Seguro, totalmente restaurado.

PASSARELA DO DESCOBRIMENTO

Misto de shopping center com zona boêmia, a Passarela do Descobrimento (mais conhecida como Passarela do Álcool), no Centro da cidade, é o ponto de encontro para o pré-night. Por lá estão lojas de artesanato e souvenirs, butiques, bares e restaurantes que ganham a companhia de barracas de batidas ao entardecer. É o melhor lugar para degustar a culinária típica baiana e também delícias à base de frutos do mar. No finalzinho da passarela, na travessa conhecida como “O Beco”, concentram-se alguns dos bares e restaurantes mais aconchegantes e sossegados da área.

OBSERVAÇÃO DE BALEIAS JUBARTE

Passeios de barco levam a pontos onde a espécie pode ser avistada. O tour acontece entre os meses de julho e outubro, quando as baleias visitam a região para procriar e amamentar o filhotes. Durante o trajeto há palestra sobre a presença da espécie no Brasil.

ARRAIAL D´AJUDA

Separada de Porto Seguro pelas águas do rio Buranhém, Arraial foi, por muitos anos, acessível apenas através de travessias de balsa. Hoje, uma estrada de asfalto liga a vila ao restante do mundo.
Apesar da facilidade, pouca coisa mudou por lá - e o que mudou foi para melhor: o charme que começava a ser perdido em fins dos anos 90 foi recuperado com as melhorias na rua do Mucugê, que ganhou calçamento e muitos bares, restaurantes e lojas de bom gosto. O fuso horário permanece o mesmo: o comércio só funciona no final da tarde e a noite só esquenta depois da uma da manhã. 

No quesito praias, o charme continua intocado na Pitinga, mais afastada do centrinho, com bares, pousadas e barracas respeitando o estilo rústico e tropical da vila.
Já na praia do Parracho, o burburinho só faz aumentar a cada verão. Para quem quer sossego absoluto, o destino é Taípe, a praia mais selvagem de Arraial, na metade do caminho para Trancoso. Emoldurada por gigantescas falésias coloridas que chegam a 45 metros de altura, tem trechos desertos e mar de ondas fortes - mas que forma deliciosas piscinas na maré baixa.

TRANCOSO

O pequeno pedaço do paraíso descoberto pelos hippies nos anos 70 continua preservando sua essência idílica. A beleza das praias e o cenário do Quadrado – a praça central da vila emoldurada por casinhas coloridas, um campo de futebol no meio e uma igreja o fundo – são os mesmos.

Trancoso, entretanto, ganhou um upgrade que elevou seus serviços à categoria cinco estrelas - mas sem perder o charme, o astral e a ternura.

O povoado, hoje, tem pousadas sofisticadas, lojas de grife e restaurantes estrelados que atraem ricos e famosos. Mas continua sem iluminação pública no Quadrado, obrigando os estabelecimentos que espalham mesas e cadeiras embaixo das frondosas amendoeiras a acenderem velas quando a noite cai.
O centrinho também permanece fechado para a circulação dos carros e algumas praias são acessíveis apenas depois de uma boa caminhada, como a deserta Ponta de Itaquena e a badalada Rio Verde, com clubs de praia que ca´pricham nos pufes, nos drinks e na boa  música. 

PRAIA DE TAPERAPUÃ

A mais procurada praia de Porto Seguro é o destino perfeito para quem quer curtir a agitação da cidade à luz do dia. Enormes barracas com estrutura de restaurante disputam a atenção dos turistas com muita música, shows e axé. A azaração rola solta entre uma apresentação e outra. Tem águas claras e bastante calmas, um alívio para quem exagerar na cerveja ou nas batidas de frutas diversas. Entre as atividades esportivas, oferece vôlei, futebol de areia e caiaque. Passeios de banana-boat acontecem diariamente.  A praia fica a sete quilômetros do Centro de Porto Seguro (sentido Santa Cruz Cabrália) 

PRAIA DO MUNDAÍ

A quatro quilômetros do centro, Mundaí é a primeira bela praia da orla em direção ao Norte. Com águas calmas e sombra de coqueiros, atrai famílias com crianças. No verão, a pedida é dar uma volta de helicóptero para ver de cima toda a animação que toma conta da praia.

COROA VERMELHA

Considerada ponto de desembarque da expedição de Pedro Álvarez Cabral quando chegou ao Brasil, Coroa Vermelha atrai turistas que chegam em busca de uma enseada tranquila, com piscinas naturais protegidas pelos recifes e areias brancas, além de muitas barracas. Cenário também da primeira missa rezada em nossas terras (ali fica a cruz simbólica), concentra hotéis, pousadas e lojinhas de artesanato produzido pelos índios pataxós, Fica a oito quilômetros do centro de Cabália.

 

PORTO SEGURO

Quilômetros de falésias coloridas a perder de vista, recifes de corais, vegetação de Mata Atlântica... não foi à toa que os portugueses se encantaram com as terras que acabavam de descobrir enquanto buscavam o caminho para as Índias, transformando a região de Porto Seguro, no Sul da Bahia, no berço do Brasil.

A fama da animação da Costa do Descobrimento corre o país e o mundo que procuram agito 24 horas por dia. Entretanto, embora a palavra de ordem seja axé – em especial na praia de Taperapuã e na Passarela do Descobrimento (mais conhecida como Passarela do Álcool) , há opções também para quem chega em busca de paz e tranquilidade como as charmosas vilas de Arraial d´Ajuda e de Trancoso, próximas à Porto.

Os títulos de Patrimônio Histórico Nacional e de Patrimônio Natural da Humanidade não foram conferidos por acaso. Porto Seguro guarda com carinho suas riquezas culturais, arquitetônicas e naturais, reunindo-as hamoniosamente. Da cultura dos índios pataxós ao Parque Marinho Recife de Fora, incluindo museus e prédios históricos, a preservação é uma constante. 

press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
1/1
shutterstock_795649972-e1550390882768.jp
GASTRONOMIA 2020.png

GASTRONOMIA

A culinária típica baiana, que traz pratos carregados nos temperos como moqueca, bobó e acarajé faz parte dos cardápios dos restaurantes de Porto Seguro. 

Entretanto, para quem prefere não arriscar, ainda mais estando em uma cidade que exige disposição 24 horas por dia, a oferta gastronômica conta com pizzarias, creperias e restaurantes de cozinha internacional. 

A maioria dos restaurantes se concentra na Passarela do Descobrimento (Passarela do Álcool), mas as barracas de praia também oferecem belas refeições à base de peixes e frutos do mar. No trecho final da Passarela, uma simpática travessa chamada O Beco reúne bares e restaurantes.

 
  • ICON 5
  • ICON 4
  • ICON 2
  • ICON 3
ThinkstockPhotos-179602867.jpg

FILME

Disponível em nosso

canal do youtube

FILME 2020.png
INFORMAÇÕES 2020.png

INFORMAÇÕES

Porto Seguro guarda com carinho suas riquezas culturais, arquitetônicas e naturais, reunindo-as hamoniosamente. Da cultura dos índios pataxós ao Parque Marinho Recife de Fora, incluindo museus e prédios históricos, a preservação é uma constante. 

 

No quesito praias, a cidade oferece uma boa gama de ofertas, todas com piscinas naturais de águas mornas, perfeitas para repor as energias. Entre elas, a tranquila Curuípe e a agitada Mundaí, ambas com estrutura de barracas. Mas nem só de praia, burburinho e história vive Porto Seguro. A cidade oferece ainda um comércio variado na Passarela do Descobrimento, um verdadeiro shopping a céu aberto, que reúne lojas, bares e restaurantes com sabores típicos da Bahia.

E tem ainda o artesanato da região, produzido pelos índios pataxós e acessíveis na praia de Coroa Vermelha, em Santa Cruz Cabrália. São bonitas peças de decoração feitas com bambu, madeiras de lei e argila, além de acessórios confeccionados com sementes e penas. Para os adeptos do ecoturismo, trilhas em áreas de preservação de Mata Atlântica – entre elas, o Parque Nacional de Monte Pascoal - permitem a prática de caminhadas para a observação de centenas de espécies de animais e vegetais.